domingo, setembro 11, 2005

A Revolta da Rosa



PARTE 1 (se não gosta de poesia, pule para a parte 2)

A minha rosa

A mim! Foi a mim que ouviste?
Eu! – chamá-la minha rosa!
De certo que é bem formosa
Entre criança e mulher!
Se a vejo tão jovem ainda
Tão simples, tão meiga e linda,
Da vida no rosicler;

Podia chamá-la rosa,
De musgo ou de Alexandria,
Rosa de amor, de poesia,
Mas lhe não dava o que o seu;
Porque se essa flor mimosa
Já chegaste ao teu retrato,
Havias ver como a rosa
De repente esmoreceu!

Porém teu amor, querida,
Teu amor é minha vida,
Que é meu cismar, que é só meu;
Esse que te faz formosa
Entre todas as mulheres
Onde achá-lo?! – Minha rosa...
Minha és tu!... Como sou teu.

Não nego que é meiga e linda,
Entre mulher e criança
Tão jovem, tão meiga, e ainda
Da vida no rosicler;
Mas tu vales mais do que ela
Não conheces bem teu preço;
Acho-te muito mais bela
Como és, - entre anjo e mulher.

GONÇALVES DIAS


PARTE 2 (se não gosta de segredos, fofocas e futricas, fique só na foto mesmo)

Sobre mim: Isso mesmo, agora não é mais sobre a foto. Hora de fazer confidências que vão além dela. Ilustres desconhecidos, talvez isso não interesse a vocês mas eu tenho que publicar: este poema eu dedico a mim. Por quê? Por que eu descobri que nenhum homem nunca vai fazer isso.

Tá, deixa eu tentar fazer isso ter sentido. É o seguinte: Não ficava com ninguém há séculos (a palavra “séculos” pode ser bem relativa, então peguem o que vocês consideram muito tempo e usem como referência – porque o meu tempo é impublicável). Sei que ficar é uma coisa bem física, mas sempre fiquei com pessoas com as quais eu estivesse de alguma forma envolvida emocionalmente. Então chegou um cara que dava em cima de mim há muito tempo e por carência fiquei com ele. É, errado, eu sei, mas eu-carente sou pior que eu-doida e eu-neurótica: incontrolável. Voltando ao cara, ele beijava mal e eu sequer achava ele uma pessoa agradável. Mas eu fiquei eufórica.

Havia desencalhado. Nada como um dia depois do outro, porque eu caí em um poço de arrependimento. Inevitavelmente eu encontrei ele no final de semana seguinte (que viria a ser o último final de semana). Ele ficou de marcação cerrada em cima de mim, e toda hora falava “ Você não vai me beijar na boca mais não?”. (Na minha opinião não tem nada mais vulgar que a expressão “beijar na boca”). Se depois daquela noite desastrosa a melhor coisa que ele tem a me dizer é isso, milhares de poemas nunca serão lidos a mim por bocas masculinas. Se for lido por bocas femininas com segundas intenções, também não adiantaria porque eu sou heterossexual. Vou ouvir então da minha boca. Vou fazer serenata na minha janela. Vou declarar amor a mim mesma. Vou colocar a foto acima embaixo do meu travesseiro. Vou fazer o impossível para que cretinos como ele não matem o infinito amor guardado em livros empoeirados esperando ser dedicado a alguém. VOU DEDICÁ-LO A MIM!

Ahá! Agora me digam: quem precisa de homens?

Desculpem se fui precipitada ou coloquei em questão idéias generalizantes, não esperem hoje algo melhor de mim.


Considerações: Este é um post de um dos inúmeros fotolog que tive (que está, como os outros, inativo - então nem deixo o endereço), referente ao dia 04/10/04. Sobre o meu pensamento, quanta diferença! Como alguém pode mudar da água pro vinho (ou do vinho pra água, ou da cachaça pra vodca, etc...) em pouco menos de um ano?
Revoluções... As revoluções mais significativas são aquelas que acontecem em você mesmo, pois são elas que têm o poder de mudar idéias comuns.

Até em si mesmo.

12 comentários:

renato disse...

as pessoas são assim, trocam de roupa vez ou outra...

lívia disse...

como se diz por aí: O MUNDO DÁ VOOOOOOOOOOOOOOOLTAS [diga isso rebolando grande. husahusuhashuashausauhsahusashu]

to voltando, wait!

douglas disse...

Cheguei em teu blog por acidente, e tenho q dizer que me divirto um bocado... Teve uma vez que uma garota fez um poema para mim... Fala algo de minha beleza efemera...
Fiquei na duvida se eu devia ficar feliz ou triste, mas decidi por ficar feliz... Eh melhor um beleza efemera do que uma feiura permanente!!!
Depois fiz um livro inteiro para ela com 20 poemas...

lulu disse...

Luisa, eu comecei a ler e nao tava entendendo nada... Só com sua explicação (isso foi algum tempo atras) é que eu entendi. Hauhauhauhaa Beijos linda. Muitos beijos pra você.

renato disse...

e eu aqui jurando que meu computador estava com problema por não abrir a foto... =D

abud disse...

no mínimo casou com o cara e hoje adoooora beijar na boca.......

Ronzi disse...

Adorei os textos, fantásticos. Nome diferente do seu blog, o que significa?

Laura disse...

Volte sempre, não tenha pressa, aprendi isto com a maturidade. Goste de vc, é sensível, e não faça concessões. bjinhos laura

Livinha disse...

ow, já vi Inconscientes!!

uhhuuhuhuh tá atrasaaada.. uhsauhsauhsahusa

é mto BOM mesmooo!
ameiii demais! husahuashuasashuasuhashuahuahu
o melhor do filme é o Alzheimer! hsahuasuhasuhaushusahusa

e, claro, o Leon.. falasério, né??

;o) bjos!

Diane disse...

Luísa, a gente muda, mas a essencia quer queira ou não continua sempre a mesma. Sempre a mesma Lu sonhadora e esperançosa. Eu to com saudade, moça!
Obs. Eu sogro pra ler a letra do seu blog, o que houve?

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,

be disse...

華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,