segunda-feira, outubro 16, 2006

Cadeira: pra que te quero?

quero-te porque:
tens muitos pregos
(mas não machucas)
és de madeira
(e combinas com minha saia)
podes ter almofadinhas
(embora não precises)
encaixas no canto
(e gostes mesmo é do centro)
volto a pé
(és meu alívio!)
vou embora
(mas tu nunca te moverás)
(ou...?)

sobretudo, quero-te porque
não me acharias louca ao
,estática,
deparar-te comigo falando dum
homem.


e pra que a Lí quer a cadeira?